Atualizado em :15/09/2011
Rollemberg lamenta morte de Alencar Sete Cordas
Músico morreu de enfarto agudo na noite desta quarta-feira, aos 60 anos, logo depois de se apresentar no Clube do Choro, casa que ajudou a fundar ainda nos anos 70
 
Foto: Agência SenadoO senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) lamentou nesta quinta-feira (15) a morte de José de Alencar Soares, o Alencar Sete Cordas, violonista e professor de música de Brasília. Ele morreu de enfarto agudo na noite desta quarta-feira, aos 60 anos, logo depois de se apresentar no Clube do Choro, casa que ajudou a fundar ainda nos anos 70.

Após fazer uma participação especial no show do pianista Antonio Carlos Bigonha, Alencar começou a se sentir mal e se dirigiu ao seu carro, onde foi socorrido por amigos e levado ao Hospital de Base, onde os médicos tentaram reanimá-lo.Bastante conhecido no universo do choro, do samba e da MPB, Alencar era um dos ícones do choro de Brasília. Rollemberg o definiu como um artista "muito respeitado". O parlamentar anunciou que a sala número 1 da Escola de Choro Rafael Rabelo, vinculada ao clube, ganhará o nome do violonista.

- Quero me solidarizar com a família. É uma grande dor para todos nós - concluiu o senador.
Fonte: Ascom do senador Rodrigo Rollemberg