Atualizado em :05/08/2011
Parceria Brasil-China em ascensão
Em visita à China, comitiva brasileira articula ações para ampliar os vínculos entre as duas nações. Chefe da delegação, senador Rollemberg, destaca a boa relação comercial entre os dois países e a infraestrutura moderna da segunda maior potência econômica mundial
 

A convite do Partido Comunista da China (PCCh), parlamentares e dirigentes do PT, PSB, PDT e PCdoB visitaram a China na segunda quinzena de julho, durante o recesso do Congresso Nacional. Um dos objetivos da viagem foi ampliar os vínculos bilaterais entre as duas nações, na ocasião em que o PCCh completa 90 anos de fundação.

 "A China é o maior parceiro comercial do Brasil, fomos conhecer a experiência de desenvolvimento chinês e ampliar nossas relações”, afirmou Rollemberg, escolhido chefe da delegação de 13 pessoas. Do PSB, participaram também as deputadas federais Ana Arraes (PE) e Sandra Rosado (RN), além do secretário nacional do movimento sindical do partido, Joilson Cardoso.

 Os congressistas e dirigentes partidários visitaram Pequim (Beijing) e outras províncias chinesas. Na capital da República Popular da China, foram recebidos por Wang Lequan, membro do Birô Político do Comitê Central do partido. Já na província de Yunnan se encontraram com a vice-presidente da Assembleia Popular Provincial, Cheng Ying Nuam. A delegação ainda visitou as cidades de Kunming, Lijiang e, por último, conheceram Xangai.

 Potência econômica

 A comitiva ficou impressionada com o desenvolvimento econômico chinês e a infraestrutura do país, comando pelo chefe de Estado, Hu Jintao. Durante a viagem, puderam ver de perto vários portos, aeroportos, rodovias e ferrovias. "A infraestrutura é extraordinária, graças, em grande parte, ao planejamento do governo chinês”, declarou Rollemberg.

 O senador destacou também a preocupação da China com a inovação tecnológica. "O Brasil tem um grande desafio: investir em conhecimento e em tecnologia”, disse o presidente da delegação, que retornou ao Brasil no início desta semana

Fonte: Ascom do senador Rodrigo Rollemberg