*/ Senador de Bras?lia:Congratulação ao Dia do Defensor Público
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :19/05/2011
Congratulação ao Dia do Defensor Público
 
O SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB – DF. Pronuncia o seguinte discurso. Sem revisão do orador.) – Sr. Presidente, Srªs e Srs. Senadores, prezados defensores públicos que nos honram com a sua presença hoje nesta Casa, assumo a tribuna, Sr. Presidente, para expressar os meus parabéns a todos os defensores públicos pelo dia de hoje, ao mesmo tempo em que quero declarar o meu total apoio à necessidade urgente de criação de cargos de defensor público da União.

Já tivemos a oportunidade de nos encontrar ali fora – Senador Paulo Paim, Senador Renan Calheiros – para manifestar às lideranças dos defensores públicos, à comissão dos defensores públicos o nosso apoio ao pleito, à necessidade urgente de criação de cargos de defensor público da União. Saliente-se que dados do IBGE demonstram que a Defensoria Pública da União tem como público-alvo aproximadamente 130 milhões de brasileiros que não têm como arcar com um advogado particular que lhes patrocine a defesa dos seus direitos. Assim, não fosse a atuação da Defensoria Pública da União, estaria praticamente inviabilizado o acesso à Justiça desse gigantesco contingente populacional.

Todavia, militam atualmente nos quadros do órgão apenas 489 defensores públicos federais. Eu quero repetir este número, Senador Paim: apenas 489 defensores públicos federais. Tal número é absolutamente insuficiente já que mencionados profissionais atuam perante os Tribunais Superiores e perante mais de três mil órgãos jurisdicionais em todo o País, dentre eles o da Justiça Federal, da Justiça do Trabalho, da Justiça Eleitoral e da Justiça Militar.

A Defensoria Pública da União também possui competência para atuar junto à Administração Pública Federal em programas e em medidas de apoio e proteção à população carente. Assinale-se ser ainda maior a desproporção desse ínfimo contingente de profissionais na Defensoria Pública da União quando comparados com os quase oito mil integrantes da Advocacia Pública Federal, advogados da União, procuradores da Fazenda Nacional e procuradores Federais. No âmbito do Ministério Público da União a desproporção também é gritante, eis que atualmente são quase dois mil membros em atividade. É importante frisar que ambas as carreiras, embora com finalidades diferenciadas, atuam nos mesmos juízos, com patente desigualdade entre o número de membros.

O próprio Ministério Público Federal reconhece essa defasagem, haja visto que em diversos Estados da Federação esse órgão tem tentado ações civis públicas, com fito de obrigar a União a contratar novos defensores públicos Federais.

A Associação dos Magistrados Brasileiros – AMB – também reconhece que a distorção entre as carreiras jurídicas Federais e a Defensoria Pública da União prejudica toda a sociedade brasileira. Segundo tal entidade, quem mais sofre com essa assimetria é o cidadão carente, que precisa de uma política pública, de acesso a direitos e à Defensoria Pública da União.

O Sr. Antonio Carlos Valadares 
(Bloco/PSB – CE) – Senador Rodrigo Rollemberg, V. Exª poderia me conceder um aparte?

O SR. RODRIGO ROLLEMBERG 
(Bloco/PSB – DF) – Ouço com muito prazer V. Exª, com muita honra.

O Sr. Antonio Carlos Valadares (Bloco/PSB – CE) – Ouso interromper o brilhante pronunciamento de V. Exª, tão bem construído, para me associar às suas palavras em homenagem à Defensoria Pública no seu dia maior. V. Exª, da tribuna, mostra a necessidade imperiosa de que o Governo da União 

E V. Exª da tribuna mostra a necessidade imperiosa de que o Governo da União deve fazer o maior esforço para colocar à disposição dos hipossuficientes, dos mais pobres, o advogado do povo, já que aqueles que não dispõem de condições financeiras para promover a sua defesa na Justiça Federal precisam de um advogado gratuito e raramente isso, principalmente nos locais mais distantes, é encontrado com facilidade. Também conscientizado os governos estaduais de que devem aumentar o seu corpo de defensores públicos, de vez que também, em muitos estados, há uma deficiência notória de profissionais nesta área. 

No dia 26 estaremos todos aqui homenageando a Defensoria Pública, tanto a federal, a Defensoria Pública da União, como as defensorias públicas estaduais, no requerimento que foi assinado por mim e pelo Senador Mozarildo Cavalcanti e que V. Exª e o Senador Paulo Paim já se inscreveram como oradores. Então, eu quero ratificar as minhas felicitações por esse pronunciamento bastante oportuno enfatizando a importância de cada vez mais as autoridades se conscientizarem do papel importante e relevante da Defensoria Pública na defesa de uma sociedade ainda desigual e injusta, como, infelizmente, é a sociedade brasileira. 
 
Enquanto nós formos desiguais, haverá necessidade de implementarmos políticas públicas onde a cidadania seja atendida em todos os seus mais variados segmentos. Agradeço a V. Exª. Meus parabéns!
 
O SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB – DF) – Agradeço a manifestação de V. Exª, Senador Valadares, acolho como parte do meu pronunciamento.

Dizia que a Associação dos Magistrados Brasileiros também reconhece que a distorção entre as carreiras jurídicas federais e a Defensoria Pública da União prejudica toda a sociedade brasileira. Segundo a entidade: "Quem mais sofre com essa assimetria é o cidadão carente, que precisa de uma política pública de acesso a direitos e a Defensoria Pública da União, sem autonomia, continuará a sofrer com a falta de estrutura e um número insuficiente de defensores públicos federais, o que ocasiona prejuízos à sociedade”.
 
Ademais, no que tange à Justiça Federal, a Corregedoria-Geral do Conselho da Justiça Federal divulgou o calendário de instalação de novas varas federais para 2011. As varas, que fazem parte de um total de 230 criadas pela Lei nº 12.011, de 2009, são distribuídas nas cinco regiões da Justiça Federal. Por derradeiro, essas novas varas federais não contarão com a presença da Defensoria Pública da União por razões óbvias: a falta de defensores públicos federais.
 
O Tribunal de Contas da União, por sua vez, órgão de controle externo estritamente técnico, em decisão oficial exarada em 2 de março deste ano – portanto, uma decisão muito recente –, nos autos do Processo de Monitoramento nº 020416/2010-5, apontou expressamente que ainda existe um déficit estimado de, pelo menos, 807 defensores públicos federais. No relatório da referida decisão, o Tribunal de Contas da União destacou que a implementação das recomendações para melhoria do atendimento depende especialmente do andamento dos anteprojetos que cuidam da criação de cargos de defensor público federal e da carreia de apoio no âmbito desse órgão. 
 
Em 2009, quando da celebração do Segundo Pacto Republicano, subscrito pelos Presidentes dos três Poderes – Executivo, Legislativo e Judiciário –, assinalou-se que, dentre os objetivos perseguidos para um sistema de Justiça mais acessível, ágil e efetivo, consta o acesso universal à Justiça, especialmente dos mais necessitados. O acesso universal à Justiça passa, necessariamente, pelo fortalecimento da Defensoria Pública e dos mecanismos destinados a garantir assistência jurídica integral aos mais necessitados. Todavia, tal pacto ainda não foi implementado no que concerne ao fortalecimento da Defensoria Pública da União, justamente o órgão responsável por defender os direitos das pessoas carentes na esfera federal.
 
Deve-se, ainda, observar que o esforço do Governo Federal pela erradicação da pobreza, prioridade do Governo da Presidenta Dilma, matéria considerada de fundamental importância, tem estreita ligação, também, com a ampliação e reforço da Defensoria Pública da União, um dos órgãos responsáveis pela promoção da dignidade a essa camada da população brasileira.
Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Cidadania
Rollemberg cobra nomeação de aprovados em concurso do Senado
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos

Vídeo

 

footer_down_01