*/ Senador de Bras?lia:Preocupação com a proposta de revisão do PDOT
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :03/04/2008
Preocupação com a proposta de revisão do PDOT
 

O SR. PRESIDENTE (Eliene lima) - Para completar o tempo destinado à Comunicação Parlamentar do PSB, concedo a palavra ao nobre Deputado Rodrigo Rollemberg.

O SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB-DF. Sem revisão do orador.) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, venho hoje manifestar minha imensa preocupação com a proposta de revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT) encaminhada pelo Governo do Distrito Federal e em discussão na Câmara Legislativa.

Quero referir-me especificamente a três aspectos da proposta. O primeiro deles diz respeito ao Setor Noroeste. Todos sabemos que, quando Lúcio Costa escreveu o Brasília Revisitada, propôs para o Setor Noroeste baixo adensamento populacional, com previsão de atendimento da demanda da classe média.

O que se percebe neste momento é que os interesses da especulação imobiliária se sobrepõem aos interesses da população do Distrito Federal. Residências de altíssimo luxo, certamente caríssimas, não servirão à população, servirão à especulação imobiliária, isto sim.

Está havendo muita pressão das construtoras para que a venda dos terrenos seja feita por quadras e não por lotes, o que faria com que apenas um seleto grupo de empreiteiras pudesse participar do processo. E o altíssimo preço das projeções e, conseqüentemente, dos apartamentos a serem construídos tirarão da classe média a oportunidade de adquirir os imóveis, que servirão muito mais, insisto, à especulação. Não existe grande demanda para apartamentos de alto luxo no Distrito Federal. A demanda maior é por apartamentos de classe média.

O segundo aspecto que me preocupa é a situação ambiental da bacia do Lago Paranoá, do Setor Noroeste e do Catetinho. Sabemos que a bacia do Lago Paranoá praticamente não comporta mais nenhum adensamento populacional. Ainda assim, o Governo do Distrito Federal está propondo — o que é um crime contra o futuro de Brasília — a extinção de três áreas de proteção de manancial, para o loteamento denominado Catetinho.

Ora, Brasília tem uma situação hídrica crítica. Apenas dois Estados brasileiros têm situação pior que a nossa, a saber, Paraíba e Pernambuco. Se destruirmos os mananciais daquela área, comprometeremos o futuro abastecimento de água no Distrito Federal.

O Ministério Público está alertando o Governo do Distrito Federal, os órgãos ambientais e os ambientalistas também, mas parece que até este momento o interesse da especulação imobiliária, o interesses financeiro, estáprevalecendo ao interesse da população, principalmente das futuras gerações da Capital.

E tenho outra preocupação, esta com a redução das áreas rurais. Todos sabemos que a manutenção da qualidade de vida no Distrito Federal depende da preservação do espaço rural.

É preciso compreender que as pessoas que moram no espaço urbano devem defender também o espaço rural, porque a garantia da sua qualidade de vida está diretamente ligada à preservação do espaço rural com destinação rural. É assim que vamos garantir o abastecimento de água com qualidade. Cabe dizer que estamos assistindo a uma grande devastação do cerrado, motivada pela ocupação desordenada do solo. Se mudarmos a destinação de áreas rurais para áreas de expansão urbana, a questão tende a se agravar, provocando imensos prejuízos para a qualidade de vida da nossa população.

Sr. Presidente, parece-me que o Governo do Distrito Federal está surdo aos apelos e às sugestões da comunidade, que vem alertando sobre os perigos da implantação desses loteamentos que consideram simplesmente o interesse da especulação imobiliária e não o interesse do conjunto da população do Distrito Federal, sobretudo o interesse das futuras gerações.

Estaremos vigilantes e vamos trazer este debate para o âmbito da Câmara dos Deputados. Queremos contar com o apoio do deputado Augusto Carvalho, da bancada do Distrito Federal. Trata-se do futuro de Brasília, que não é apenas a cidade onde moram os brasilienses, é a Capital de todos os brasileiros, reconhecida como patrimônio cultural da humanidade.

Reconhecemos o trabalho do Presidente do Instituto Brasília Ambiental, Gustavo Souto Maior, de alertar as autoridades do Distrito Federal sobre o fato de que a implantação do Setor Noroeste e do Catetinho não pode desconsiderar questões ambientais estratégicas para o futuro de Brasília.

Acompanharemos atentamente a revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial do Distrito Federal, Sr. Presidente.

Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos
Copa do Mundo
Rollemberg denuncia superfaturamento em obras do estádio de Brasília

Vídeo

 

footer_down_01