*/ Senador de Bras?lia:Homenagem ao Dia Internacional do Livro Infantil
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :03/04/2008
Homenagem ao Dia Internacional do Livro Infantil
 
O SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB-DF. Pronuncia o seguinte discurso) - Ontem, comemorou-se, em mais de 60 países, o Dia Internacional do Livro Infantil. A data homenageia o escritor dinamarquês Hans Christian Andersen, nascido em 2 de abril de 1805.

Nas últimas décadas, o mercado editorial do livro infantil apresentou um crescimento vigoroso em nosso país. Os livros de Ziraldo, Ruth Rocha, Ana Maria Machado, Eva Furnari, Lygia Bojunga, José Paulo Paes, Tatiana Belinky e tantos outros encantam leitores de todas as idades porque o livro infantil, em tese escrito para crianças, não raro conquista também o leitor adulto.

Brasília também conta com excelentes escritores e ilustradores da área, como Margarida Patriota, Elizabeth Hazin, Lucília Garcez, Jô Oliveira, Roger Mello, Stella Maris Rezende, Leandro de Castro Siqueira, Sílvio Fericato e muitos mais.

Em nosso País, o analfabetismo ainda não foi erradicado, e o letramento, ou seja, a competência para o uso social da leitura e da escrita, também está longe de alcançar os níveis desejáveis. Em média, o brasileiro lê menos de dois livros por ano e a educação não é considerada prioridade por muitos cidadãos e governantes. 

Iniciativas como a Política de Formação de Leitores e o Programa Mais Educação, do Governo Federal, as feiras do livro e eventos congêneres, tradição em muitas cidades brasileiras, especialmente capitais e grandes cidades devem ser louvadas e incentivadas. E é nossa missão, como membros desta Casa, apoiar e propor outras iniciativas que contribuam para fortalecer a leitura e a escrita como um valor entre nós.

O livro infantil é, ao lado do livro didático, a porta de entrada das crianças para o mundo das letras, dos números, do desenho; é um portal da inteligência e da sensibilidade. O poeta Mario Quintana disse, mutatis mutandi, que são as pessoas que mudam o mundo, mas são os livros que mudam as pessoas. Deixo aqui minha sincera homenagem àqueles que, com seu trabalho criativo e competente, ajudam a fazer um Brasil melhor.
Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Cidadania
Rollemberg cobra nomeação de aprovados em concurso do Senado
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos

Vídeo

 

footer_down_01