*/ Senador de Bras?lia:Fim do descaso com o Corujão e com moradores da Estrutural
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :07/12/2007
Fim do descaso com o Corujão e com moradores da Estrutural
 

SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB-DF.) Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, assumo a tribuna para comentar dois fatos ocorridos aqui no Distrito Federal.

Enquanto deputado distrital, fui autor de um projeto, que se transformou em lei — isso me honra muito — , que cria o transporte noturno, o Corujão, no âmbito do Distrito Federal. Pela lei, as empresas de ônibus são obrigadas a oferecer transporte num intervalo máximo de 90 minutos. Isso trouxe muito conforto e segurança para milhares de trabalhadores noturnos que dormiam em restaurantes, dormiam na rodoviário e que não tinham, depois de uma noite de trabalho, oportunidade de descansar ao lado da família.

No entanto, de algum tempo para cá, as empresas de transporte vêm sistematicamente descumprindo essa lei. Já tive oportunidade de levar isso ao conhecimento do Secretário de Transportes, Alberto Fraga, que se comprometeu a tomar providências, mas até este momento o problema não foi resolvido, e a população tem sido alijada do direito fundamental de ir e vir, no período da madrugada, depois de uma noite de trabalho.
Venho a esta tribuna, mais uma vez, apelar ao Secretário de Transportes para que obrigue as empresas de transporte do Distrito Federal a cumprir a Lei do Corujão.

Sr. Presidente, outro dia, ao enviar correspondências prestando contas do meu mandato para a população de Brasília, fui surpreendido com a devolução de um número razoável de correspondências endereçadas aos moradores da Estrutural, um localidade do Distrito Federal onde residem milhares de famílias. A área foi ocupada de forma irregular e está passando por um processo de regularização. O fato é que, mesmo com o endereço completo, as correspondências estavam voltando. Confesso que fiquei indignado com essa situação em função dos constrangimentos e dificuldades que ela representa para a população da Cidade Estrutural. As pessoas não conseguem receber correspondências da família, comunicações de doença, comunicações de emprego. Qualquer tipo de correspondência não chega à Cidade Estrutural, mesmo com o endereço completo.

Ao procurar a Empresa de Correios e Telégrafos, fui informado de que ela não entregava em função da falta de segurança. Se está faltando segurança na Capital da República, é obrigação do Governo do Distrito Federal oferecê-la, para que os Correios prestem seus serviços. Num segundo momento, o diretor disse que, além da questão da insegurança, a sinalização era inadequada. Se com aqueles endereços conseguimos chegar às residências e visitar as pessoas, por que os Correios não conseguem fazê-lo?

Recentemente, o Correio Braziliense publicou uma matéria sobre o caso, e o Governador do Distrito Federal disse que colocará a polícia para acompanhar os funcionários dos Correios. O fato, Sr. Presidente, é que precisamos resolver essas 2 questões.

Aproveito este momento para fazer uma homenagem a um programa de televisão e a um jornalista da cidade. Refiro-me ao programa Balanço Geral, da TV Record, e ao jornalista Henrique Chaves, que tem feito o trabalho de denunciar regularmente desmandos e irregularidades que comprometem a qualidade de vida da população do Distrito Federal. O problema do Corujão e o problema dos moradores da Estrutural, que não estão recebendo suas correspondências, foram divulgados e debatidos no programa, e a solução têm sido cobrada sistematicamente pelo apresentador, o jornalista Henrique Chaves, do programa Balanço Geral.

Sr. Presidente, quero cobrar do Governador do Distrito Federal e das autoridades competentes a resolução desses problemas. Também quero dizer que estaremos daqui acompanhando permanentemente esses casos, para saber se o direito dos trabalhadores noturnos de se deslocarem com segurança e tranqüilidade para suas casas, por meio do Corujão, será garantido e se as pessoas de todas as localidades do Distrito Federal que têm endereço vão ter garantido o direito fundamental de cidadania que é o de ser informado, o direito à comunicação.

Portanto, fica este registro, e agradeço mais uma vez a sua benevolência.

Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Cidadania
Rollemberg cobra nomeação de aprovados em concurso do Senado
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos

Vídeo

 

footer_down_01