*/ Senador de Bras?lia:PSB: 60 anos fazendo a história do país
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :27/08/2007
PSB: 60 anos fazendo a história do país
 

O SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB-DF.) - Prezado Presidente Arlindo Chinaglia; prezado Ministro Sérgio Rezende; prezado companheiro Roberto Amaral, Presidente em exercício do Partido Socialista Brasileiro; prezado amigo Sérgio Gaudenzi, Presidente da INFRAERO; prezado Líder Deputado Márcio França; prezado companheiro Carlos Siqueira, Primeiro-Secretário Nacional do PSB; prezados ex-Líderes João Herrmann Neto, José Carlos Saboya, Luiz Piauhylino, Sérgio Guerra, Pedro Valadares, Luiza Erundina, José Antonio Almeida, que muito honram esta sessão com a presença; prezados embaixadores; representantes de partidos políticos; militantes do Partido Socialista Brasileiro, este é para mim um momento de profunda emoção. Não poderia ser diferente.

Tudo o que sou na vida política devo ao Partido Socialista Brasileiro. O PSB foi, e tem sido, a minha escola. O PSB é uma segunda família. O PSB sempre foi o meu partido político.
Há 21 anos ingressei no Partido Socialista Brasileiro. Tive a oportunidade de viver momentos importantes da história e da construção desse partido. Participei de todo o registro provisório e comemorei com muitos a decisão do Tribunal Superior Eleitoral de deferir o registro definitivo do querido PSB. Quem consultar os Livros de Atas do PSB nesse período, talvez 10 ou mais Livros de Atas da Executiva Nacional, dos congressos realizados pelo partido, vai perceber que eram escritos por mim.

Vivi momento inesquecível no plenário desta Casa quando o PSB realizava, em 1989, o congresso nacional que escolheria o seu candidato à Presidente da República. Naquela época, o hoje deputado Beto Albuquerque e eu coordenávamos a Juventude Socialista Brasileira, e, em dado momento daquele congresso, quando se discutia a posição do PSB em relação à chapa presidencial, adentramos este plenário liderando mais de 200 jovens de todo o Brasil, defendendo a candidatura Frente Brasil Popular Lula e Jamil. Essa chapa não foi aprovada, ao final, por completo, mas o PSB acabou apoiando Lula Presidente da República e indicando José Paulo Bisol como vice.

Esse momento não poderia deixar de ser inesquecível para mim. São apenas 18 anos, hoje sou deputado federal, com a honra de representar a capital do meu país na Câmara dos Deputados, Beto Albuquerque é deputado federal e vice-líder do governo e Luiz Inácio Lula da Silva é o Presidente da República.

O PSB teve papel importante nesse evento porque já entendia a importância de unir a esquerda, o campo democrático e popular, e o melhor nome, naquele momento, para cumprir essa tarefa era o do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Mas fizemos isso sempre debatendo um programa. Portanto, hoje me sinto extremamente honrado e feliz, e até brindado pelo destino, por poder estar aqui homenageando os 60 anos do PSB.

Agradeço ao PSB e a algumas pessoas que deram contribuição fundamental para a construção desse partido e para a minha formação política. Em primeiro lugar, ao queridíssimo Jamil Haddad, ao Senador Jamil Haddad, grande exemplo de socialista e humanista. Jamil Haddad é uma pessoa íntegra, correta, um socialista de primeira hora, que dedicou todos os seus mandatos de senador e de deputado à formação desse partido. Obrigado, Jamil Haddad.

Cumprimento o nosso presidente em exercício, Roberto Amaral. Quem participa desse partido desde o início da sua construção, como eu, sabe da importância de Roberto Amaral na formulação teórica deste país, no sentido de garantir que esse partido sempre mantivesse os seus postulados de esquerda, de socialismo democrático. Tive a oportunidade e a honra de contribuir para a segunda edição de Textos Políticos da História do Brasil, obra de Roberto Amaral e Paulo Bonavides que muito contribuiu para aprofundar meus conhecimentos da história política brasileira.

Quero homenagear outro grande brasileiro, o ex-ministro Evandro Lins e Silva. Eu era deputado aqui em Brasília quando fiz forte enfrentamento à grilagem de terras públicas nesta cidade. Cheguei a ser ameaçado de morte. Em determinado momento, percebi o envolvimento de um desembargador do Tribunal de Justiça do Distrito Federal na grilagem de terras no Distrito Federal. Fui ao Rio de Janeiro e me aconselhei com o ministro Evandro Lins e Silva. Ele me atendeu de forma muito carinhosa e me disse: "Se você tem provas irrefutáveis do envolvimento desse desembargador no processo de grilagem de terras públicas, você, como cidadão, tem obrigação de denunciar. Mas se você não tiver provas irrefutáveis, não o faça porque você será liqüidado, porque, meu filho, lhe digo uma coisa: a política é impiedosa”.
 
O então desembargador hoje é um ex-desembargador. O próprio destino mostrou que ele não estava apto a ser desembargador da capital da República, e hoje não o é mais.

Quero homenagear uma quarta pessoa, com quem tive a honra e o prazer de trabalhar: o nosso querido governador Eduardo Campos. Eduardo Campos é uma das pessoas mais inteligentes, mais habilidosas e mais sensíveis com quem tive oportunidade de trabalhar. Aprendeu muito com seu avô a ter esse compromisso com o povo. Lembro-me de uma frase do então ministro Eduardo Campos de como é difícil ajudar os mais humildes, ajudar o povo. Quando é para conseguir incentivos fiscais e benefícios para empresários, é tudo muito fácil, mas quando é para fazer algo em benefício do povo, sempre é mais difícil.

Tive a honra de trabalhar e aprender muito com o ministro Eduardo Campos, que dá contribuição inestimável à construção do Partido Socialista Brasileiro.

Sr. Presidente, tive também a honra de conviver com o querido e saudoso Miguel Arraes. Sempre me impressionei com algumas características do nosso líder Miguel Arraes. Em primeiro lugar, por estar sempre pensando no futuro. Apesar da idade avançada, sempre fazia planos. Em segundo lugar, pelo seu compromisso com o País e o povo. Estava sempre preocupado em construir um projeto de nação. Em terceiro lugar, pela sua sensibilidade. Lembro-me do dia em que o Dr. Arraes me chamou para conversar e me disse, falando dos projetos de inclusão social, para investir nas mulheres, com a cultura das mulheres, porque elas são mais generosas do que os homens, e, ao se investir nas mulheres, a capacidade de distribuição de renda é muito maior. Ao contrário dos homens, que, muitas vezes, utilizam recursos para o seu benefício pessoal, quando se investe nas mulheres elas aplicam esses recursos na casa, na família e nos filhos, o que contribui para uma distribuição de renda mais efetiva.
 
Neste momento de celebração dos 60 anos do PSB, homenageio todos os militantes e todos aqueles que contribuíram para a construção dessa história de honra de um partido brasileiro que lutou pela campanha O Petróleo é Nosso, que esteve presente na campanha da redemocratização e no impeachment do Presidente Collor. Quero, sobretudo, manifestar minha gratidão pela oportunidade de conviver com esses companheiros, sabendo que muito me foi dado e, portanto, muito me será pedido. Quero sempre estar à altura desse partido, do povo do Distrito Federal e do povo brasileiro para bem representá-lo no Congresso Nacional.

Muito obrigado.

Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Cidadania
Rollemberg cobra nomeação de aprovados em concurso do Senado
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos

Vídeo

 

footer_down_01