*/ Senador de Bras?lia:Rollemberg fala da importância da Organização Judiciária do DF
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :14/06/2007
Rollemberg fala da importância da Organização Judiciária do DF
 

SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB-DF) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, ocupo esta tribuna com o objetivo de informá-los sobre a importância para a Capital da República do Projeto de Lei nº 3.248, de 2004, que tramita nesta Casa e versa sobre a Lei de Organização Judiciária do Distrito Federal e Territórios.

O aludido projeto, de autoria do próprio Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios, encontra-se pronto para a votação deste Plenário. Tendo sido objeto de emendas no Senado Federal, retornou à Câmara dos Deputados.

A priori, cabe salientar algumas singularidades concernentes ao Poder Judiciário do Distrito Federal e Territórios. Não obstante sua jurisdição se realize em âmbito local, como ocorre com o Judiciário de qualquer Estado-membro, esse Poder, bem como sua organização administrativa, por força da Carta Magna, não é mantida pelo Distrito Federal, mas pela União, o mesmo se dando com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios e com a Defensoria Pública do Distrito Federal e Territórios. Daí o porquê dessa discussão acontecer no âmbito deste Congresso Nacional e não no Poder Legislativo do DF.

A eficiente prestação da tutela jurisdicional no DF, a celeridade no atendimento ao jurisdicionado e a constante busca de mecanismos que facilitem o acesso à Justiça têm sido por parte do trabalho das autoridades do Poder Judiciário local. Variáveis, entretanto, como o crescimento populacional, fruto não só do crescimento vegetativo, mas, sobretudo, de intensos fenômenos migratórios, bem como a criação de novas regiões administrativas e o agravamento dos índices de desemprego e criminalidade implicaram o conseqüente aumento da demanda judicial no Distrito Federal, sendo hoje uma das mais altas do País.

Nesse diapasão, com o intuito de possibilitar eficiência no cumprimento de sua missão, mostra-se imprescindível a instituição de novas circunscrições judiciárias, a elevação do quantitativo de varas e a criação de novos cargos efetivos no âmbito do tribunal.

Considerando as reais necessidades de atendimento da prestação jurisdicional de primeira instância, o referido projeto de lei propõe a criação de 73 varas no âmbito da Justiça do Distrito Federal. Desta forma, o quantitativo de varas dos ofícios judiciais seria elevado de 182 para 255.

Nesse sentido, ressaltam-se os projetos de criação da Vara de Meio Ambiente, Desenvolvimento Urbano e Fundiário, por ser a questão ambiental e urbanística a pedra de toque do início deste novo milênio, e ainda a criação da Vara de Execuções das Penas e Medidas Alternativas, que oferecerá especialidade mais acurada, dando melhor trato às execuções penais e à reintegração dos apenados ao convívio social.

Além disso, há previsão de criação do Juizado Especial de Fazenda Pública, com a finalidade de prestar jurisdição célere e eficaz em causas em que seja parte o Distrito Federal ou entidade de sua administração descentralizada. Também tem especial importância a criação das Varas de Execução Fiscal, que determinam a especialização do juízo em função da matéria, trazendo significativo alívio às Varas de Fazenda Pública e efetivo cumprimento das decisões judiciais que interessam ao Distrito Federal, que possui cerca de 2 bilhões de reais a recuperar.

Quanto às circunscrições judiciárias, pela concentração de diversas regiões administrativas sob a competência de uma única circunscrição, propõe-se a criação das circunscrições judiciárias do Núcleo Bandeirante, do Riacho Fundo e de São Sebastião. A iniciativa melhora a distribuição dos serviços judiciários e aumenta o acesso da população à justiça.

Questão fundamental é a verdadeira estagnação a que chegou o provimento do quadro de pessoal daquela Corte. Atualmente, as unidades judiciárias e administrativas estão trabalhando com imensa carência de recursos humanos. De acordo com o tribunal, é dramática a situação dos cartórios judiciais, que vêm trabalhando, em alguns casos, com menos de 50% do efetivo necessário para o atendimento e trabalho a contento da atividade jurisdicional.

A proposta do projeto de lei é para que a média de servidores, por varas e juizados, seja acrescida para 15 e 10, respectivamente. Esse incremento proporcionará qualidade no desenvolvimento do labor diário, maior eficiência na prestação jurisdicional e diminuição da imensa carga de trabalho. Ademais, todo esse novo contingente de cargos efetivos, cuja criação se propõe, tem a expectativa de provimento definida no projeto, que estabelece o cronograma de implantação ao longo dos anos.

Outros pontos relevantes podem ser destacados, tais como: a criação do Instituto de Formação, Desenvolvimento Profissional e Pesquisa, que contribuirá para o alcance das metas e objetivos organizacionais, com a melhor qualidade possível, gerando maior celeridade aos processos; a criação do Programa de Modernização e Aperfeiçoamento da Justiça do Distrito Federal e dos Territórios - PROJUS, que tem por finalidade, entre outras, executar os recursos financeiros arrecadados na modernização e no reaparelhamento da Justiça do Distrito Federal; e a criação da Ouvidoria-Geral da Justiça do DF e dos Territórios, que objetiva aproximar a Justiça do cidadão, elevando o nível de excelência das atividades necessárias à prestação jurisdicional.

Vale ressaltar que o referido projeto de lei fora aprovado pelas Casas do Legislativo e agora se encontra pronto para votação pelo Plenário da Câmara dos Deputados, que deve manifestar-se acerca das emendas propostas pelo Senado Federal. Essas emendas foram apresentadas para atender ao parecer de mérito aprovado pelo Conselho Nacional de Justiça, que reduziu o projeto inicial em 25% e estabeleceu sua implantação no prazo de 5 anos.

Concluindo, Sr. Presidente, faz-se necessário salientar que a Lei Maior dispõe como garantia fundamental a todos, no âmbito judicial e administrativo, a razoável duração do processo e os meios que garantam a celeridade de sua tramitação (art. 5º, LXXVIII). Entrementes, deve o Poder Judiciário estar adequadamente aparelhado do ponto de vista de pessoal, material e orçamento, a fim de cumprir com eficiência e celeridade o seu mister, qual seja promover a paz social, prestando a tutela jurisdicional com a qualidade que a sociedade necessita e espera.

Sr. Presidente, por todo o exposto, reitero aos meus pares a importância da aprovação do projeto de lei referido para a população do Distrito Federal, que cresceu nos últimos anos a índices superiores ao de todos os demais Estados da Federação e cuja demanda junto ao Poder Judiciário é a maior do País em números proporcionais, além de ter a segunda maior demanda de recursos em números absolutos do Brasil, perdendo apenas para o Estado São Paulo, conforme dados estatísticos do Supremo Tribunal Federal.

Muito obrigado.

Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos
Copa do Mundo
Rollemberg denuncia superfaturamento em obras do estádio de Brasília

Vídeo

 

footer_down_01