*/ Senador de Bras?lia:Homenagem a Marighella
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :07/07/2013
Homenagem a Marighella
 
8/7/2013 - O SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB – DF. Pela Liderança. Sem revisão do orador.) – Prezada Senadora baiana Lídice da Mata, que preside esta sessão; prezado amigo Senador João Alberto Capiberibe, autor desta homenagem merecida; prezada Deputada Federal Janete Capiberibe; prezado Governador do Estado do Amapá, Camilo; prezado Carlos Augusto Marighella, filho do homenageado; Sr. Paulo Abrão Pires Junior, presidente da Comissão de Anistia do Ministério da Justiça; Srª Iara Xavier, coordenadora do Comitê pela Verdade, Memória e Justiça do Distrito Federal; senhoras e senhores aqui presentes; Srªs e Srs. Senadores, pouco restou para eu falar depois dos pronunciamentos de todos os que me antecederam, que relataram toda a trajetória de luta, toda a valentia, todo o compromisso com o País do grande militante das causas populares, das causas socialistas, Carlos Marighella. Mas eu não poderia deixar aqui de me somar aos demais pronunciamentos e cumprimentar o Senador Capiberibe por essa iniciativa, juntamente com a Senadora Lídice da Mata, grande Senadora baiana – como o nosso homenageado – que vem dando continuidade, aqui no Senado, junto com vários outros companheiros, à luta de Carlos Marighella.

Todos aqui ressaltaram a valentia, o próprio reconhecimento, pelas forças da ditadura e pelas forças da repressão, de Carlos Marighella, uma pessoa obstinada em construir um País melhor, extremamente corajosa, extremamente convicta dos seus pensamentos, e que tinha uma atitude em relação à vida extremamente coerente com aquele País que ele sonhava: um País justo, um País solidário, um País generoso, um País soberano.

Eu tenho dito que nós avançamos muito no Brasil, nos últimos 30 anos. E muitas vezes, amigo Jarbas, nós não nos damos conta, especialmente os mais jovens, de que, há pouco mais de 30 anos, o Brasil vivia numa ditadura. E, se hoje nós avançamos e consideramos a democracia um bem inegociável, foi graças a muitos que lutaram, alguns com sacrifício de sua vida, como Carlos Marighella, no enfrentamento à ditadura e na construção dessa democracia.

Precisamos reconhecer que avançamos para reconhecer que precisamos avançar muito mais. Se hoje tivemos condições de fazer uma Constituição avançada como foi a Constituição de 1988, que garante a liberdade de expressão, a liberdade de organização partidária, a liberdade de organização sindical; se pudemos ter, através da iniciativa de um Senador socialista, a aprovação da Lei da Transparência, que permite que a população acompanhe todos os gastos do Governo; se tivemos uma Lei da Ficha Limpa, através de um projeto de iniciativa popular; a Lei de Acesso à Informação, com apoio do Congresso Nacional; a instalação da Comissão da Verdade, isso se deu graças ao trabalho desenvolvido muito antes, no enfrentamento à ditadura, por pessoas como Carlos Marighella.

Mas precisamos muito também, apoiados nos ensinamentos de Carlos Marighella, radicalizar a democracia no nosso País. E, se conquistamos uma democracia formal, do ponto de vista político, nós ainda estamos distantes de conquistar uma democracia econômica. Ainda vivemos num País de grandes desigualdades econômicas, de grandes desigualdades sociais e de grandes desigualdades regionais. E, se, naquele momento, revolucionários como Carlos Marighella precisaram se organizar e pegar em armas para enfrentar a ditadura, nós temos que agora aproveitar todos os instrumentos que a democracia nos oferece para fazer com que este País possa avançar, verdadeiramente, na sua democracia e na sua democracia econômica, melhorando a qualidade de vida do nosso povo.

Entendo que Carlos Marighella está para o Brasil como outros grandes heróis estão para os seus países. Eu o coloco como um dos grandes líderes latino-americanos, na mesma categoria de Simón Bolívar, José Martí, Emiliano Zapata, Augusto Sandino e Ernesto Che Guevara.
Por isso, Senador Capiberibe, Senadora Lídice da Mata, nada mais justo do que, neste momento, homenagearmos Carlos Marighella e dizer que muitas das motivações da sua luta estão presentes, e cabe a nós, em um ambiente democrático, radicalizando a democracia, construir um País mais justo, mais solidário, generoso e soberano, como queria Carlos Marighella.

Muito obrigado. (Palmas.)

A SRª PRESIDENTE (Lídice da Mata. Bloco/PSB – BA) – Quero registrar, também aqui entre nós, a presença da Srª Zilda Xavier (Palmas.), mãe de Iara, que teve grande participação e convivência com Marighella.

Passo a Presidência, outra vez, ao Senador João Alberto Capiberibe.
Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Cidadania
Rollemberg cobra nomeação de aprovados em concurso do Senado
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos

Vídeo

 

footer_down_01