*/ Senador de Bras?lia:Manutenção do pagamento da Unidade de Referências de Preços (URP) aos
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :26/11/2009
Manutenção do pagamento da Unidade de Referências de Preços (URP) aos servidores da UnB
 

O SR. PRESIDENTE (Luiz Couto) - Concedo a palavra ao nobre Deputado Rodrigo Rollemberg, para uma Comunicação de Liderança, pelo Bloco PSB/ PCdoB/PMN/PRB. V.Exa. dispõe de até 5 minutos.

O SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB-DF. Como Líder. Sem revisão do orador.) - Prezado Presidente, Deputado Luiz Couto, prezado Deputado Dr. Ubiali, Sras. e Srs. Parlamentares, participei hoje na Universidade de Brasília de uma manifestação de professores, de alunos e de servidores daquela universidade, que contou com a presença do reitor José Geraldo. Unanimemente, todos reivindicavam a manutenção do pagamento da URP (Unidade de Referências de Preços), suspenso conforme recomendação do Tribunal de Contas da União.

É importante ressaltar que, após recomendação do Tribunal de Contas da União, a Ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, restituiu, por meio de liminar, o direito de os 316 professores e 186 funcionários continuarem a receber a URP. Na verdade, parece que o número de pessoas beneficiadas com o pagamento da URP é bem maior do que esse. Mas esses 316 professores e 186 funcionários ficaram sem receber a URP no último mês. 

Eu encaminho ofício ao Ministério do Planejamento solicitando que proveja imediatamente o pagamento dessa parcela da URP que incide sobre a remuneração integral de todos os docentes e servidores técnicos e administrativos da Universidade de Brasília, para que seja resguardado esse direito pelo menos até a decisão final do Supremo Tribunal Federal.

Quero acreditar que o bom senso prevalecerá e que o Ministério do Planejamento, que tem demonstrado sensibilidade a todas as reivindicações dos servidores públicos brasileiros, faça retornar a tranqüilidade ao ambiente da Universidade de Brasília, que, em função disso, está prestes a paralisar suas atividades por 3 dias na próxima semana. 

A URP representa hoje mais de 25% da remuneração desses trabalhadores, Deputado Dr. Ubiali. E sua incidência sobre os vencimentos básicos e anuênios é absolutamente importante para a composição salarial desse conjunto de professores e técnicos administrativos.

Dessa forma, o pagamento disto, muito mais do que uma reivindicação salarial, insere-se na luta por maior valorização da educação pública e das instituições federais de ensino superior em nosso País.

É importante ressaltar também que esse episódio traz à tona a necessidade de uma profunda reflexão, de uma profunda ação no sentido de garantir finalmente autonomia universitária. As universidades precisam ter autonomia para decidir onde devem aplicar seus recursos e priorizar essa aplicação.

Precisamos também rever toda a legislação que rege as universidades. Todas as instituições de ciência e tecnologia — e a universidade é o ambiente da pesquisa e do desenvolvimento científico e tecnológico — precisam ter uma legislação específica que lhes garantam agilidade em seus procedimentos. Damos hoje muito mais importância à forma do que ao resultado dos trabalhos desenvolvidos pelas universidades. 

Recentemente, tivemos a oportunidade, num debate sobre o Programa Espacial Brasileiro, de identificar isso como necessidade: a modificação do marco legal das instituições de pesquisa. Elas precisam ter agilidade para comprar equipamentos, insumos. São atividades que precisam ter regularidade e que não podem se submeter à Lei das Licitações nº 8.666/93. Essa lei está superada. Cumpre ainda algum papel em alguns segmentos, mas está superada, sobretudo no ambiente de ciência, tecnologia e inovação.

Precisamos garantir transparência, controle social, controle público, mas nós precisamos também garantir agilidade a essas instituições de caráter científico e tecnológico. Portanto, quero fazer esse pleito ao Ministério do Planejamento, para que rapidamente restabeleça a tranquilidade e a segurança no ambiente acadêmico da Universidade de Brasília, a fim de que possa cumprir plenamente as suas atividades de ensino, de pesquisa e de extensão.

Quero deixar registrado da tribuna da Câmara dos Deputados o meu apelo ao Ministério do Planejamento, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares.

Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos
Copa do Mundo
Rollemberg denuncia superfaturamento em obras do estádio de Brasília

Vídeo

 

footer_down_01