*/ Senador de Bras?lia:Reflexões sobre o Brasil e Brasília
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :04/09/2008
Reflexões sobre o Brasil e Brasília
 
O SR. PRESIDENTE (Deputado Luiz Couto) - Para uma Comunicação de Liderança pelo Bloco PSB, PDT, PCdoB, PMN E PRB, concedo a palavra ao Deputado Rodrigo Rollemberg, que dispõe de até 8 minutos. 

O SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB-DF. Como Líder. Sem revisão do orador)
 - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, no momento que o Brasil se aproxima de comemorar o Dia da Independência, não poderia deixar de dirigir, em nome do Bloco, algumas palavras à Nação. Faço uma reflexão sobre o momento em que vivem o Brasil e Brasília.

O Brasil vive um momento especial. Depois de anos de estagnação econômica e de concentração de renda, o País começa a mudar, e muda de forma significativa. Quinze milhões de pessoas saíram da condição de miséria. Cerca de 20 milhões de pessoas deixaram de ser pobres para ingressar na classe média. O País nunca investiu tanto em educação. Doze novas universidades estão sendo criadas e 88 extensões universitárias implementadas. 

No Distrito Federal, a Universidade de Brasília, UnB, já está em Planaltina, Gama e Ceilândia. Duzentas e quatorze Escolas Técnicas estão sendo implantadas no Brasil, sendo 5 no Distrito Federal. A de Planaltina já estáfuncionando no Colégio Agrícola e, em breve, Samambaia, Taguatinga, Gama e Plano Piloto serão contemplados. 

Precisamos agora aprovar o projeto de lei que destina 50% das vagas das universidades públicas para alunos oriundos das escolas públicas. Vamos nos mobilizar para isso.  O salário mínimo é o maior da história brasileira. No último ano de Governo Fernando Henrique Cardoso, o salário mínimo era equivalente a 54 dólares; hoje equivale a 250 dólares. O trabalhador ganha mais. Precisamos continuar avançando e retirar todos os impostos que incidem sobre os produtos da cesta básica. Essa medida aumenta o poder aquisitivo dos mais pobres, daqueles que gastam mais do seu salário para comprar alimentos. Essa medida amplia uma conquista histórica do Governo do Presidente Lula: a redução da desigualdade social e regional.

Vamos mobilizar a população para isso. Acreditamos na força do povo. O Brasil também cresceu em empregos, e cresceu bem: milhão e 800 mil novas carteiras assinadas no último ano. Recorde sobre recorde. Geração de renda e democratização de oportunidades.

Ratificamos, com status constitucional, a Convenção da ONU sobre os direitos das pessoas com deficiência. Novos paradigmas foram criados, o que exigirá dos governos e da sociedade civil novas posturas em relação a esse segmento da população. 

O esforço da inteligência nacional produz resultados animadores. Contamos com novas e enormes reservas de petróleo. Temos de garantir que os recursos oriundos dessa riqueza sejam destinados à educação, à inovação e a novas formas de energia. O Brasil precisa usar com sabedoria sua condição privilegiada em relação à água, energia e produção de alimentos. Nossos olhos deverão estar sempre voltados para as futuras gerações. 
Precisamos aprovar a PEC do Cerrado. O cerrado é patrimônio nacional de fato. Precisa ser de direito. Somos berço das águas. Grande parte das águas que vertem para o São Francisco, Paraná e Tocantins saem dessa região. Temos uma das maiores biodiversidades do planeta, desconhecida, inexplorada e regularmente destruída. Não há dúvida: essa bandeira é de todos. Cerrado, Patrimônio Nacional.

O Governo do Presidente Lula, com o nosso apoio, tem investido muito no Distrito Federal. Além da UnB em Planaltina, Gama, Ceilândia e das escolas técnicas que deverão ser implantadas, estamos urbanizando, com os recursos conseguidos pela bancada de Deputados do Distrito Federal, o Arapoanga, Itapoã, Pôr do Sol, Sol Nascente, Mestre DArmas e Estrutural. Estamos duplicando a BR-020, que liga Sobradinho e Planaltina a Formosa, e melhorando a EPIA, que liga o balão do Torto ao viaduto do Parkshopping. Conseguimos os recursos para concluir o metrô na Ceilândia, ajudamos a reformar o Estádio do Bezerrão e destinamos recursos para os campi da UnB na Ceilândia, Gama e Planaltina.

Inauguramos nova forma de fazer política no Distrito Federal. Não participamos do Governo do Distrito Federal nem fazemos oposição sistemática. Temos procurado construir consensos e somar energias em favor de Brasília e de seu povo. Tenho consciência de que o mandato de um Deputado Federal só tem sentido como instrumento de melhoria da qualidade de vida de nossa população. Sinto-me comprometido com esse povo que, como ninguém, acredita no futuro. Por acreditar nesse povo e na evolução da democracia é que defendo eleições diretas para administradores regionais. Todo poder emana do povo. Quem melhor saberá escolher seus dirigentes?

A eleição direta para administradores é um clamor popular. É justa, legítima e inevitável. Como poderemos admitir que em pleno século XXI cidades centenárias como Planaltina e outras, com dezenas ou centenas de milhares de pessoas, não possam votar para escolher seu administrador? Não queremos e não admitimos a idéia de criar Municípios ou Câmaras de Vereadores. Queremos simplesmente democratizar o processo político e aproximar o povo de sua administração. E queremos pensar junto com a população formas de descentralização de recursos e de gestão participativa.

Queremos também participar plenamente das discussões do Plano Diretor de Ordenamento Territorial. Todos nós temos que estar ligados no tema. É o nosso futuro, o futuro da nossa cidade. Não podemos admitir núcleos habitacionais em áreas de proteção de mananciais nem a construção de cidades só para ricos, como o GDF quer fazer com o Setor Noroeste. Estamos e estaremos vigilantes. O Brasil vive um grande momento, fruto da capacidade de realização de nosso povo e da liderança incontestável do Presidente Lula.

Na qualidade de Deputado Federal do Partido Socialista Brasileiro dedicarei todo o meu esforço para consolidar e ampliar as conquistas do País. É isso o que me anima. Esse é o meu compromisso.
Muito obrigado.
Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Cidadania
Rollemberg cobra nomeação de aprovados em concurso do Senado
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos

Vídeo

 

footer_down_01