*/ Senador de Bras?lia:Nova chefia da Embrapa Cerrados
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :21/08/2008
Nova chefia da Embrapa Cerrados
 

O SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB-DF. Sem revisão do orador. ) - Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, registro, com muita alegria, a posse, hoje, do Dr. José Robson Bezerra Sereno na Chefia-Geral da EMBRAPA-Cerrado. Aproveito a oportunidade para também cumprimentar o Dr. Roberto Teixeira Alves, que deixou a Chefia-Geral da EMBRAPA hoje, depois de ter realizado excelente trabalho naquela instituição.

Todas as vezes, Sr. Presidente, que tenho oportunidade de participar de evento na EMBRAPA sinto um misto de alegria, de honra e de orgulho. Alegria porque ali fiz muitos amigos, tenho feito muitos amigos; honra, porque é sempre uma honra estar ao lado daqueles pesquisadores que têm transformado o Brasil, a partir do conhecimento, num grande centro de produção de alimentos; e ao mesmo tempo orgulho, porque acho que esse é o sentimento que todos os brasileiros têm em relação à EMBRAPA.

E a EMBRAPA-Cerrados cumpre um papel muito importante no momento em que temos grandes desafios e, ao mesmo tempo, grandes oportunidades para a agricultura brasileira. Refiro-me, por exemplo, aos insumos agrícolas, à utilização sustentável da biodiversidade presente no cerrado, à agroenergia e aos alimentos funcionais.

Temos uma agricultura extremamente dependente de insumos importados de outros países. Portanto, devemos colocar todo esse conhecimento acumulado na EMBRAPA para produzir também outras rotas tecnológicas, outros insumos que possam tornar a nossa agricultura cada vez mais independente.

Por outro lado, embora tenhamos um bioma tão importante como o cerrado, de riquíssima biodiversidade, hoje temos de reconhecer a contribuição que a EMBRAPA deu no sentido de aproveitar esse bioma para a produção de alimentos.

Mas agora temos outra ordem de desafio: aproveitar de forma sustentável toda essa biodiversidade presente no cerrado, utilizá-la economicamente, repartindo os benefícios socialmente, enfim, esse é o grande desafio da EMBRAPA.

E, para isso, temos de fazer com que o conhecimento possa contribuir para o aumento da produtividade para que possamos produzir cada vez mais alimentos, para que possamos produzir cada vez mais energia, avançando em pouquíssimas novas áreas de cerrado, fazendo com que por meio da integração lavoura-pecuária, da integração alimento-energia, possamos utilizar as áreas já antropizadas, já utilizadas pelo ser humano para a produção de alimentos e para a produção de energia.

Sem dúvida, a agroenergia é outra grande vertente da EMBRAPA Cerrados, sobretudo na pesquisa de novas oleaginosas e da cana-de-açúcar para produção de etanol, sempre com o viés de garantir o desenvolvimento sustentável.

Sr. Presidente, a partir de proposta de minha autoria e da bancada do Distrito Federal, nós conseguimos incluir no PPA e na Lei de Diretrizes Orçamentárias a Rede de Pesquisa sobre o Cerrado. Agora queremos garantir que ela receba recursos por meio da Lei Orçamentária Anual.

Estamos falando de bioma de riquíssima biodiversidade, que tem 10 mil espécies de plantas, das quais 4.400 são endêmicas, ou seja, só existem no Cerrado. Estamos falando de um bioma responsável pela descarga de 70% das águas das Bacias do São Francisco, do Tocantins e do Paraná.

Por isso, a defesa do Cerrado não é apenas responsabilidade daqueles que representam os Estados desta região. O compromisso deve ser de todos os brasileiros.

Sr. Presidente, Sras. e Srs. Parlamentares, mais uma vez, faço um apelo para o Presidente desta Casa, Arlindo Chinaglia, e para todas as lideranças partidárias a fim de que, no nosso esforço concentrado em setembro, na próxima oportunidade de construção de agendas de consenso, possamos incluir na pauta de votações a proposta de emenda à constituição de autoria do nobre Deputado Pedro Wilson que alça o Cerrado e a Caatinga à condição de patrimônio nacional.

Não podemos perder essa chance. As gerações futuras não perdoarão o Congresso Nacional se, diante dessa oportunidade, nós não fizermos essa correção na Constituição de 1988, que reconheceu vários biomas, mas não considerou o Cerrado e a Caatinga, biomas essenciais para a biodiversidade brasileira, patrimônios nacionais.

Registro a minha alegria de ter compartilhado, mais uma vez, de um ato na EMBRAPA. Eu tive oportunidade de dizer, Deputado Paulo Teixeira, que toda a vez que consigo recursos para essa instituição, eu me sinto um bom brasileiro porque sei da sua importância.

Muito obrigado.

Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Cidadania
Rollemberg cobra nomeação de aprovados em concurso do Senado
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos

Vídeo

 

footer_down_01