*/ Senador de Bras?lia:Desenvolvimento científico brasileiro
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Discursos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :11/11/2010
Desenvolvimento científico brasileiro
 

O SR. PRESIDENTE (Luiz Couto) - Concedo a palavra ao nobre Deputado Rodrigo Rollemberg, futuro Senador da República pelo Distrito Federal, para uma Comunicação de Liderança, pelo Bloco PSB/PCdoB/PRB.

O SR. RODRIGO ROLLEMBERG (Bloco/PSB-DF. Como Líder. Sem revisão do orador.) - Muito obrigado, Presidente Luiz Couto.
Prezadas e prezados Parlamentares, assumo a tribuna nesta tarde para compartilhar com a sociedade brasileira uma significativa notícia divulgada amplamente nos telejornais e jornais diários. 

Segundo o Relatório UNESCO sobre Ciência 2010, o Brasil passou a ocupar a 13ª colocação entre as nações de maior produção científica do mundo, subindo quatro posições no ranking mundial de avaliação dos países em desenvolvimento científico nos últimos oito anos do Governo do Presidente Lula, período em que o PSB geriu a política de ciência e tecnologia brasileira.

Quero cumprimentar toda a comunidade científica brasileira por esse grande avanço. De forma muito especial, quero cumprimentar os três Ministros do PSB que ocuparam funções ao longo do Governo do Presidente Lula — o Ministro Roberto Amaral, o Ministro Eduardo Campos e o Ministro Sérgio Rezende —, além de cumprimentar toda a direção da FINEP, do CNPq. De fato, esse é um avanço significativo para o País.

Segundo Vincent Defourny, representante da UNESCO no Brasil, o relatório mostra que, ao lado da clássica tríade que sempre se destaca em ciência e tecnologia — Estados Unidos, Japão e União Europeia — , há uma crescente importância dos países emergentes, como a Coreia do Sul, a Índia, China e também o Brasil, que aparece ainda de forma modesta, mas com um papel que lhe permite crescer e avançar no mundo científico e tecnológico.

No ano de 2000, foram publicados no Brasil 10.251 artigos científicos, pulando para 26.482 em 2008, número que representa 2,7% na participação mundial de publicações. Entre 2002 e 2008, houve uma variação de 110% no número de trabalhos científicos, ficando acima da média de variação dos países em desenvolvimento, que foi 105%.

Ainda segundo dados do relatório, o Brasil saltou de 71,8 mil pesquisadores, no ano de 2002, para 124.900, em 2007. Na proporção mundial de pesquisadores, elevamos o percentual de 1,2% para 1,7%. Apesar dos avanços comprovados pelos números da UNESCO, o Brasil necessita continuar avançando em investimentos em ciência, tecnologia e inovação.

O Brasil ainda investe próximo de 1% em ciência, tecnologia e inovação. Temos como objetivo chegar a 2% desse investimento.
É fundamental também ampliarmos os investimentos na área privada. Grande parte dos investimentos em ciência, tecnologia e inovação do nosso País ainda são financiados pelo Poder Público, são investimentos públicos. Em todos os países desenvolvidos, a participação da iniciativa privada nessa área é muito superior aos percentuais investidos pelo setor público.

É importante transformar o conhecimento produzido no País em novas tecnologias, em novos produtos. Embora o Brasil esteja bem posicionado, embora pudesse estar bem melhor no âmbito da produção científica, ainda está numa posição muito aquém no que se refere à produção tecnológica.

Portanto, temos esse grande desafio.

O Congresso teve uma participação importante ao aprovar a Lei de Inovação, que permite uma integração maior entre as universidades, os institutos de pesquisa e o setor produtivo, que é onde se produz verdadeiramente a inovação. Precisamos avançar muito, precisamos criar no Brasil a cultura da inovação, o ambiente da inovação. Para criarmos esse ambiente de inovação, é importante desburocratizarmos as regras, mudarmos a mentalidade dos gestores públicos, ainda muito presos a uma realidade passada, a uma realidade antiga.

Precisamos utilizar o sistema de compras governamentais para alavancar o setor de ciência e tecnologia e inovação, os setores tecnológicos. Precisamos também reformar a nossa Lei de Licitações, que não cumpre o papel de dar agilidade à compra de insumos para as pesquisas universitárias e acadêmicas, demorando muito tempo nesse procedimento, o que acaba dificultando a capacidade de concorrência do Brasil com outros países desenvolvidos científica e tecnologicamente.

De qualquer forma, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, é um grande avanço, é um avanço significativo, reconhecido pela UNESCO, e é um estímulo para o próximo Governo, o da Presidente Dilma.

O Governo do Presidente Lula foi o da retomada do crescimento econômico, da distribuição de renda, da geração de empregos formais. E o grande desafio do Governo da Presidente Dilma éser conhecido e reconhecido internacionalmente como o governo da inovação, o governo que vai colocar definitivamente o Brasil entre os países mais desenvolvidos do mundo no que se refere à produção científica e tecnológica. 

Temos tudo para isso. Temos hoje uma base qualificada de cientistas, temos o pré-sal, que vai garantir através do fundo social os recursos necessários para investimentos significativos e regulares em ciência, tecnologia e inovação. Precisamos ter uma política cambial que garanta que os preços dos produtos industrializados no Brasil sejam competitivos no mercado internacional.

Não podemos permitir a desindustrialização do País, porque o nosso grande objetivo é aportar conhecimento e valor na produção brasileira, de modo a garantir grande avanço científico e tecnológico, o que vai beneficiar todo o País e, especialmente, as futuras gerações.

Parabéns ao Ministério da Ciência e Tecnologia! 

Parabéns ao Governo do Presidente Lula!

Fonte:
 
 
fazer comentario comentários
imprimir

 

Mais Discurso
A FACA DO FAC - [29/04/2014]
Dia do Artesão - [19/03/2014]

 
   Últimas Notícias
Cidadania
Rollemberg cobra nomeação de aprovados em concurso do Senado
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma
Educação
CPI com investigação ampla enfraquece o Legislativo, afirma Rollemberg
Meio Ambiente
Números de relatório sobre mudança climática do IPCC são alarmantes, alerta Rollemberg
PSB
Rollemberg explica posição do PSB em relação à CPI da Petrobras
Distrito Federal
Senador alerta para risco de criação de novas cidades no DF
Cidadania
Rollemberg defende regulamentação profissional de artesãos

Vídeo

 

footer_down_01