*/
 
http://twitter.com/rollembergpsb http://www.facebook.com/pages/Rodrigo-Rollemberg/211341845581927 http://www.orkut.com.br/Main#Profile?uid=3314995351568856873 http://www.youtube.com/rollembergpsb http://www.flickr.com/photos/rodrigorollemberg
 
Artigos
         
Tamanho do texto
Atualizado em :13/06/2012

O Brasil e os desafios da Rio+20

Para Rollemberg, a conferência da ONU nem será um sucesso extraordinário nem um fracasso retumbante. Ele acredita que o evento ambiental será importante no avanço da conscientização e da mobilização da opinião pública mundial

Começou a Rio+20, a Conferência das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, evento onde são esperados mais de 130 chefes de Estado e de Governo de todos os continentes.Há uma percepção de que o mundo falhou gravemente na implementação das decisões da Rio´92, especialmente em relação às convenções do clima, da biodiversidade, do combate à desertificação e da Agenda 21. Há também uma certa aura de pessimismo pairando sobre a conferência, agravado pela ocorrência de uma das maiores crises econômicas da história.

A Rio+20 nem será um sucesso extraordinário nem um fracasso retumbante. Será uma conferência importante no avanço da conscientização e da mobilização da opinião pública mundial. E pressionará governos pela adoção de uma agenda cada vez mais ousada de desenvolvimento sustentável.

No que se refere ao documento oficial, a ser assinado pelos chefes de Estado, alguns impasses perduram e precisarão da conhecida habilidade diplomática brasileira para serem superados. Os desafios mais difíceis dizem respeito ao financiamento e à transferência de tecnologia e capacitação para o enfrentamento dos problemas ambientais, especialmente os relativos às mudanças climáticas e ao combate à pobreza, em função da crise econômica que atinge os potenciais países doadores.

No âmbito da governança mundial, o Brasil cumpre papel importante ao defender o fortalecimento do Pnuma, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, propondo inclusive a ampliação dos meios de financiamento de suas atividades, permitindo cumprir adequadamente sua missão. Está descartada nesta conferência a transformação do Pnuma em agência de desenvolvimento.

Outra bandeira defendida pelo Brasil e por vários outros países é a adoção dos objetivos do desenvolvimento sustentável. Pela complexidade do tema e pelas divergências que dele decorrem, deve-se abrir um processo de negociação após a Rio+20, que busque construir metas numéricas e princípios que definam esses objetivos.

O documento final ainda encontra divergências em quase todas as áreas temáticas, que são bastante diversas, percorrendo temas como química, mineração, agricultura, turismo, biodiversidade, igualdade de gêneros, energia, entre outros, o que não impedirá acordos sobre a maioria deles nos últimos dias, como é usual nessas conferências.

Ressalta-se ainda o papel relevante do Brasil na incorporação ao documento final do tema igualdade racial e na defesa da incorporação do princípio do não retrocesso ambiental – tese defendida originariamente pelo Senado Federal e pelo ministro Herman Benjamin, do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

O governo brasileiro inova ainda, com o apoio da ONU, ao realizar os Diálogos sobre o Desenvolvimento Sustentável, debatendo dez assuntos estratégicos para o futuro da humanidade, com a participação de cem personalidades já confirmadas de todo o mundo.

A Rio+20 esta aí, com seus desafios e expectativas. Seu saldo, como o da Rio´92, só será conhecido no futuro. Mas uma coisa é certa: o Brasil afirma cada vez mais o seu protagonismo mundial em desenvolvimento sustentável.

Rodrigo Rollemberg é senador pelo PSB/DF, presidente da Comissão de Meio Ambiente do Senado e membro da Comissão Nacional para a Rio+20.

Artigo publicado no site Brasil 247 - 13/6/2012

Fonte:


fazer comentario comentários
imprimir
Compartilhe

 

Mais Artigos

 
   Últimas Notícias
Cidadania
Rollemberg cobra nomeação de aprovados em concurso do Senado
Pesquisas
Rollemberg comenta pesquisa que aponta insatisfação dos brasileiros com questões básicas
Distrito Federal
Ministério Público e pesquisadores defendem manutenção da área da Embrapa Cerrados
Cidadania
Senado debate ameaça de retirada da Embrapa Cerrados
Política
PSB e Rede apresentam diretrizes de programa de governo para o DF
Ciência e Tecnologia
Embrapa inaugura Banco Genético e comemora os 41 anos da empresa
Política
Elogios a decisão do STF sobre CPI exclusiva para Petrobras
Distrito Federal
Rollemberg lembra aniversário de Brasília e prega o fim da desigualdade no DF
Política
Oposição indica servidor do Senado para vaga de ministro do TCU
Cidadania
Rollemberg: Datafolha revela declínio econômico resultante dos erros de Dilma

Vídeo

 

footer_down_01